terça-feira, 21 de novembro de 2017

Destaques do fim de semana - 25 e 26 de novembro

BRINCANTE: Tecendo as narrativas ancestrais, Línguas Brincantes, CIRCO: Andarilhos, Duo Simetria, Circo de Ébanos, Malabarista Bruno Edson, Um beijo para Benjamin, DANÇA: Breves Partituras para Muitas Calçadas, INTERVENÇÃO ARTÍSTICA: Caça ao Tesouro, Casinha de Rodas, INTERVENÇÃO LITERÁRIA: Poesia no Espaço, Poesias Ao Vento, Sob Os Olhos de Eva, MÚSICA: Roberta Oliveira e o Bando de Lá, Quarteto Tessares, Hilda Maria voz e piano, SARAU: Veia e Ventania nas Bibliotecas de São Paulo, TEATRO: Mini Teatro de Sombras, Drive-Thru Petit, Crime e Castigo, O Alienista, Quizumba!

BRINCANTE


Tecendo as narrativas ancestrais
Com Dudu Badé
Vamos viajar pelas palavras e histórias, descobrir grandes reis e rainhas, heroínas e heróis negros e africanos. Deuses e deusas,vão passear por nosso imaginário por meio da escuta, olhar, vozes e movimentos. Vamos erguer nossas vozes para apresentar a diversidade cultural presente no nosso país e reencontrar as narrativas perdidas, como faziam nossos antepassados: oralmente.
Através da oralidade vamos brincar com os corpos e letras, movimentar as frases e histórias para compor uma história única, cheia de mágica e graça.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Cora Coralina

Línguas Brincantes
Quando estamos num espaço público podemos encontrar com pessoas conhecidas e desconhecidas, diferentes e muito diferentes. Como lidamos com elas? Como aprendemos a lidar? Será que nós, ouvintes, podemos brincar com surdos? Será que quem usa a Língua Portuguesa pode se divertir com uma língua de sinais? E será que a tradução é o melhor caminho?
É este o desafio que o grupo êBA! propõe. Por meio de brincadeiras, dinâmicas e rodas de conversas, a ideia é levar todos a um grau de entrega e interação, quebrando barreiras que só o lúdico, o mágico e a diversão são capazes de quebrar. Serão realizadas atividades que estimulam a troca e o contato entre os participantes, utilizando o espaço público não como segregação e individualismos, mas como fonte de riquezas e aprendizados.
O gRUPO êBA! surgiu no início de 2012 a partir da intersecção entre diversos interesses: a contação de histórias, as brincadeiras infantis, a cultura popular e a cultura Surda. Foi com estas quatro bases que desenvolvem técnicas de narração que unem o público surdo e o ouvinte num mesmo universo lúdico e interativo – o que também se desdobra em oficinas, formação de educadores e intervenções culturais.
Dia 25 de novembro às 11h – Biblioteca Anne Frank
Dia 26 de novembro às 13h – Biblioteca Chácara do Castelo

CIRCO

Andarilhos
Dois andarilhos viajantes chegam a uma nova praça, onde são protagonistas numa roda de rua. A dupla apresenta uma série de números misturando música, dança, malabares e acrobacia. Inspirados nas cartas do Tarô, eles dão vida a personagens arquetípicos como o Louco, o Rei e a Morte.
Transformação, magia e muita cara-de-pau fazem parte da essência desses dois palhaços loucos. Um espetáculo divertido e surpreendente feito para um público de todas as idades.
Dia 25 de novembro às 10h – Biblioteca Érico Veríssimo

                                      

Duo Simetria
Duas vértices com um só objetivo, unindo força, flexibilidade, confiança e equilíbrio a fim de um mesmo propósito. A essência acrobática é o que alimenta o “Duo Vilela e Maeda”, a pró-atividade e a elegância os consomem!
Dia 25 de novembro às 11h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad

Circo de Ébanos
O Circo de Ébanos é composto totalmente por artistas negros, são jovens construindo um caminho artístico por meio de referências do circo clássico, contemporâneo e da cultura-afro brasileira.
A apresentação é composta por números de contorção, acrobacia, malabares, palhaços e dança.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Gilberto Freyre
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Hans Christian Andersen

Malabarista Bruno Edson
O artista circense Bruno Edson Equilibrista – O Homem Foca apresenta-se frequentemente nos eventos da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo de Caieiras, Grande São Paulo. Nesse mesmo órgão, é professor/oficineiro nesta arte há mais de 20 anos.
Trata-se de profissional com mais de 60 anos de atividade que tem apresentações em todo o país, nos circos mais renomados, e em diversos países.
O artista é bem versátil nas artes circenses: malabares, lenços chineses, equilíbrio em bola, blocos dançantes etc. E sua apresentação mais esperada é com os famosos pratos dançantes equilibrados.
O show pode chegar a até 60 minutos, via de regra é entre 40 e 50 minutos. É bastante alegre, com interação constante com os espectadores, especialmente se crianças.
A experiência do profissional transforma o show em sessão de visual estimulante e sonoridade agradável.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Aureliano Leite

Um beijo para Benjamin
Respeitável público, o grupo Circo Teatro Palombar apresenta o espetáculo “Um beijo para Benjamim” composto por variedades circenses, música e poesia. É uma singela homenagem ao múltiplo artista Benjamim de Oliveira, um homem negro que marcou o Circo Teatro Brasileiro como ator, músico e palhaço entre tantos outros talentos. Viva o Circo! 
Dia 25 de novembro às 11h – Biblioteca Menotti DelPicchia
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca NutoSant'Anna

DANÇA

Breves Partituras para Muitas Calçadas
Dança para crianças.
A calçada é um universo, um território cheio de paisagens, de objetos e modos de estar… A calçada é mar? É rio? É córrego? É quintal? A calçada ficava a beira de uma criança… A calçada é casa, é cama, mesa, jardim, cadeira, sala, banheiro, teatro, lojinha, sala de dança, lugar de brincar, espaço de ir e vir, de esperar, de encontrar, de se despedir… A calçada é uma margem de uma ilha chamada quarteirão…
A proposta do grupo Lagartixa na Janela com a performance “Breves partituras para muitas calçadas” é constituir relações com o espaço em sua configuração territorial, criando assim um diálogo com o público, que se inicia pela contemplação estética, abrindo espaços para o encontro e interação com as performers.
Lagartixa na Janela grupo dirigido por Uxa Xavier – Artista e educadora da dança, existe desde 2010. Tem como proposta pesquisar o território de criação e pedagogia em dança contemporânea para crianças.
Dia 25 de novembro às 9h30 – Biblioteca Affonso Taunay 
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Cassiano Ricardo

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

Caça ao Tesouro
Linguagem: infantil
A ideia é achar os tesouros nas biblioteca: livros incríveis, ao descobrir os livros falamos deles. Contamos história, falamos dos autores.
Colocamos fantasias nas crianças, tapa-olhos, lenços, espadas (levo tudo pronto, feito artesanalmente). Teremos mapa, binóculos, pás, bússola.
O interessante nesse projeto é explorar os espaços das Bibliotecas que são incríveis, conhecer livros, autores, de uma maneira lúdica e divertida.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 25 de novembro às 10h – Biblioteca Milton Santos
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Raimundo de Menezes
Dia 26 de novembro às 10h – Biblioteca Vicente Paulo Guimarães

Casinha de Rodas
Um micro-ônibus totalmente transformado em um espaço lúdico produzido com todo carinho para as crianças brincarem e viajarem na imaginação. O “Casinha de Rodas” foi montado usando materiais reciclados e sustentáveis, e os ambientes foram preparados para estimular a criatividade das crianças onde elas se surpreendem encontrando várias atividades dentro de um ônibus nas suas proporções. A arte educadora Renata Martins, idealizadora e produtora do Casinha de Rodas é quem, juntamente com sua equipe, realiza as viagens e coordena as visitas dos nossos pequenos viajantes ao ônibus.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 25 de novembro às 13h – Biblioteca Monteiro Lobato
Dia 26 de novembro às 10h – Biblioteca Pedro Nava

INTERVENÇÃO LITERÁRIA

Poesia no Espaço
Contação de histórias teatralizadas e muito contagiantes, que instigam crianças e até mesmo adultos. O cuidado estético, a música – com composições especialmente criadas para cada história e executados em cena – a delicadeza na abordagem dos temas e a interatividade são marcas do espetáculo. Fatores que tornam a contação uma experiência lúdica e educativa.
Classificação indicativa: a partir de 4 anos. 60 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 11h – Biblioteca Narbal Fontes
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Mário Schenberg

Poesias Ao Vento
Nessa intervenção poética-musical, três artistas circulam entre o público em posse de muitos balões coloridos e instrumentos musicais. Dentro de cada balão de gás hélio, há um poema, música ou conto de autores brasileiros. Ao escolher um dos balões, os transeuntes são convidados a estourar um balão, e, por fim, recebem uma “performance” exclusiva.
Classificação indicativa: para todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Roberto Santos
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca José Paulo Paes

Sob Os Olhos de Eva
Bate-papo lítero musical sobre o livro “Sob os Olhos de Eva” com trilha sonora, uma experiência marcante em conjunto com o show acústico.
O projeto “Sob os Olhos de Eva” visa a compreensão da história das revoluções através da releitura do mito da culpa original como mito heróico e fundador do espírito contestador dos protagonistas da história e agora visualizado como o primeiro ato da humanidade de romper com dogmas e estruturas de poder na busca pela verdade e autonomia, opondo-se a uma ordem caprichosa, que seria a expressão mítica dos vários veículos de opressão, sejam políticos ou religiosos.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 50 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Castro Alves
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Raul Bopp

MÚSICA

Roberta Oliveira e o Bando de Lá
Conhecida pela beleza da voz e expressividade no palco, a cantora Roberta Oliveira é tida atualmente como uma das revelações do samba paulista. Completando cinco anos de parceria musical com O Bando de Lá, a artista nascida em Campinas (SP) se destaca também pela singularidade do repertório, que traz influências do samba rural, cantigas de terreiro e sambas de velha guarda. O grupo Roberta Oliveira & O Bando de Lá surge em 2012 e nesses cinco anos de trajetória prova a importância da resistência artística de um conjunto que, mesmo inserido no contexto contemporâneo do samba, conquistou espaço e notoriedade pelo trabalho de pesquisa e valorização de compositores da velha guarda, do samba rural e do samba de terreiro. Com seu repertório singular, a banda contribui para levar adiante uma herança musical por vezes esquecida ou até desconhecida pelo atual público da metrópole.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos
Dia 25 de novembro às 12h – Biblioteca Paulo Setúbal
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Prestes Maia

Quarteto Tessares
O Quarteto Tessares tem como objetivo divulgar a música camerística através da popularidade da música de videogame, levando o ouvinte a uma viagem ao fascinante mundo dos videogames desde os anos 70, com os consoles ATARI e NES, até os dias de hoje, com Playstation 4 e o Xbox One, através dos seus principais temas, executados pela formação clássica de quarteto de cordas, com arranjos especialmente adaptados pelo grupo.
Classificação indicativa: a partir de 10 anos. 60 minutos de duração.
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Sylvia Orthof

Hilda Maria voz e piano
Acompanhada pelo piano de Luciano Ruas, parcerias e composições suas inspiradas nas matrizes brasileiras, além de interpretações de Milton Nascimento, Dorival Caymmi e Ademilde Fonseca entre outros.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos. 50 minutos de duração. 
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta

SARAU

Projeto Literatura Periférica: Veia e Ventania nas Bibliotecas de São Paulo
O projeto Veia e Ventania tem como objetivo levar atividades artísticas que dialogam com o universo da Literatura e do Livro para as Bibliotecas da periferia de São Paulo: os Saraus.
Os encontros são feitos por grupos ou coletivos de pessoas que, por meio da mediação e mobilização das comunidades de onde são realizados, proporcionam a aproximação do público com a leitura e a literatura brasileira, criando uma experiência cultural única em seus territórios.
O Projeto é uma realização da Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas em parceria com realizadores de Saraus que inclui grande programação nas diversas Bibliotecas Públicas da cidade.
Todos os saraus são gratuitos e com indicação livre.

Sarau Para Todos
Dia 25 de novembro às 13h30 – Biblioteca Viriato Corrêa

Menor Slam do Mundo
Dia 25 de novembro às 16h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima

Sarau Encontro de Utopias
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Adelpha Figueiredo

Sarau Clamarte
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Malba Tahan

Sarau do Cravo e o Escambo Cultural
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Érico Veríssimo

TEATRO

Mini Teatro de Sombras
Os Mini Teatros de Sombras também são conhecidos como Teatro Lambe Lambe, trata-se de uma técnica de apresentação de mini espetáculos dentro de caixas para apenas um único espectador de cada vez. A técnica é inspirada nos fotógrafos lambe lambes que utilizavam máquinas fotográficas em formato de caixas. Assim, o espetáculo de teatro de sombras acontece dentro da caixa e é visto por um furo, orifício que permite espiar essa “realidade” em miniatura.
Com auxílio de fones de ouvido o público ouve a trilha sonora e acompanha a construção dessa narrativa onírica e imagética. Tornando possível, de maneira simples e breve, transpor a realidade cotidiana para um universo metafórico, imaginado. Olhar por uma pequena janela, adentrar a caixa, um encontro com o interno, revelação do que está apropriadamente guardado, um segredo compartilhado.
Classificação indicativa: a partir de 6 anos. 60 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 14h30 – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 26 de novembro às 11h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet

Drive-Thru Petit
Espetáculo/intervenção em formato de lanchonete fast-food. O público dispõe de um menu com cinco opções de monólogos de até 4 min. As crianças fazem o seu pedido e assistem individualmente à sua peça dentro desta caixa acolhedora e cheia de segredos. Sob um prisma inovador e de forte humor, as temáticas dos monólogos perpassam questões de identidade, medos, amadurecimento e relação com o outro.
Classificação indicativa: a partir de 6 anos. 60 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 12h30 – Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda
Dia 25 de novembro às 14h30 – Biblioteca Vicente de Carvalho
Dia 26 de novembro às 12h – Biblioteca Brito Broca

Crime e Castigo
Monólogo imaginado como sequência do romance escrito por Fiódor Dostoievsky entre 1866 e 1871. Comemora os 150 anos da primeira edição dessa obra clássica. Aos 60 anos, Ródion Românovitch Raskólnikov faz um retrospecto de sua vida, marcada pelo assassinato de duas mulheres. Após cumprir a pena de oito anos de prisão na Sibéria, ele teve a oportunidade de reconstruir sua história, graças ao amor de Sôfia Semionóvna Marmeládova, carinhosamente chamada de Sônia ou Sonechca. Esse contexto encerra o romance original. O monólogo pretende situar Raskólnikov como homem maduro, trinta após ser libertado. Quando cometeu o crime, ele era um jovem estudante de Direito em Petersburgo. De temperamento melancólico e irritadiço, ele se vê obrigado a abandonar a escola aos 23 anos por causa da pobreza, e se torna obcecado por uma ideia sobre a relatividade da moral burguesa. Ele quer saber se é "um piolho" ou se pertence àquela casta de humanos aos quais tudo é permitido.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 60 minutos de duração.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Viriato Corrêa

O Alienista
O diálogo entre a literatura e o teatro é uma das experiências mais profícuas que os artistas pertencentes ao Coletivo Elefante Branco vivenciam; tal fazer artístico formou as bases necessárias para a criação de um espetáculo a partir da obra de Machado de Assis, um dos maiores autores de nossa língua: O Alienista (contado pelos barbeiros).
Dia 25 de novembro às 11h – Biblioteca Álvaro Guerra

Quizumba!
Espetáculo inspirado no andamento de uma roda de capoeira, num misto de jogo, canto, dança e teatro. No centro da roda dois meninos que estão (re)descobrindo o mundo.
Mestre Benedito é quem rege esta brincadeira, utilizando-se de elementos plásticos e musicais. Dando cor e vida aos personagens, o mestre viaja no tempo narrando a história do menino Francisco, o Zumbi dos Palmares, para ensinar seu discípulo Pastinha como equilibrar covardia e valentia e enfrentar os desafios da vida.
O espetáculo, dirigido por Camila Andrade e com dramaturgia de Tadeu Renato, estreou em 2011 no Quilombo Cafundó em Salto de Pirapora-SP. Realizou temporadas na cidade de São Paulo e desde então circula por diversas cidades.
Dia 25 de novembro às 14h – Biblioteca Paulo Duarte

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Destaques do fim de semana - 18 e 19 de novembro

BRINCANTE: Tecendo as narrativas ancestrais, CIRCO: Mágica para crianças e para toda família, O Cubo na Roda, Duo Simetria, Circo de Ébanos, Malabarista Bruno Edson, DANÇA: As Canções Que Você Dançou Pra mim e Outro Lugar, INTERVENÇÃO ARTÍSTICA: Caça ao Tesouro, Casinha de Rodas, Muliga, INTERVENÇÃO LITERÁRIA: Vó Zinha Conta Tudo, Poesias Ao Vento, Sob Os Olhos de Eva, MÚSICA: Roberta Oliveira e o Bando de Lá, Quarteto Tessares, Póin, Hilda Maria, SARAU: Veia e Ventania nas Bibliotecas de São Paulo, TEATRO: Drive-Thru Petit, Crime e Castigo, O Alienista, Artimanhas do arco-da-velha, Ensaio sobre Carolina, Histórias de João

BRINCANTE

Tecendo as narrativas ancestrais
Tecendo as narrativas ancestrais
Com Dudu Badé
Vamos viajar pelas palavras e histórias, descobrir grandes reis e rainhas, heroínas e heróis negros e africanos. Deuses e deusas,vão passear por nosso imaginário por meio da escuta, olhar, vozes e movimentos. Vamos erguer nossas vozes para apresentar a diversidade cultural presente no nosso país e reencontrar as narrativas perdidas, como faziam nossos antepassados: oralmente.
Através da oralidade vamos brincar com os corpos e letras, movimentar as frases e histórias para compor uma história única, cheia de mágica e graça.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Gilberto Freyre
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Paulo Setúbal

CIRCO

Circo de Ébanos

Mágica para crianças e para toda família! 
Um show de mágica completamente interativo, envolvendo e prendendo a atenção de todos, com um toque de humor inteligente e um tanto de mágica ao acaso. Maico Silveira utiliza seu conhecimento de mímica, teatro, contação de histórias e, claro, de mágica! Para encantar e surpreender o público.
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Álvaro Guerra
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Camila Cerqueira César
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Cora Coralina

O Cubo na Roda
O Cubo na Roda é um espetáculo de circo na rua sem fronteiras de idade, realizado para adultos, crianças e até mesmo adolescentes. Um show sem fronteira de espaços, adaptando-se a toda e qualquer praça o canto ao ar livre. Misturando malabares e comicidade, Senhorita Ninow e Mister Gomes contam com o auxílio de um corajoso ajudante para mostrar suas habilidades circenses, e se divertir muito com o público, rompendo muitas vezes com a fronteira imaginária entre o picadeiro e a platéia.
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Pedro Nava
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Menotti Del Picchia

Duo Simetria
Duas vértices com um só objetivo, unindo força, flexibilidade, confiança e equilíbrio a fim de um mesmo propósito. A essência acrobática é o que alimenta o “Duo Vilela e Maeda”, a pró-atividade e a elegância os consomem!
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet

Circo de Ébanos
O Circo de Ébanos é composto totalmente por artistas negros, são jovens construindo um caminho artístico por meio de referências do circo clássico, contemporâneo e da cultura-afro brasileira.
A apresentação é composta por números de contorção, acrobacia, malabares, palhaços e dança.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Aureliano Leite

Malabarista Bruno Edson
O artista circense Bruno Edson Equilibrista – O Homem Foca apresenta-se frequentemente nos eventos da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo de Caieiras, Grande São Paulo. Nesse mesmo órgão, é professor/oficineiro nesta arte há mais de 20 anos.
Trata-se de profissional com mais de 60 anos de atividade que tem apresentações em todo o país, nos circos mais renomados, e em diversos países.
O artista é bem versátil nas artes circenses: malabares, lenços chineses, equilíbrio em bola, blocos dançantes etc. E sua apresentação mais esperada é com os famosos pratos dançantes equilibrados.
O show pode chegar a até 60 minutos, via de regra é entre 40 e 50 minutos. É bastante alegre, com interação constante com os espectadores, especialmente se crianças.
A experiência do profissional transforma o show em sessão de visual estimulante e sonoridade agradável.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Clarice Lispector
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Mário Schenberg

DANÇA

As Canções Que Você Dançou Pra mim e Outro Lugar
Em "As canções que você dançou pra mim", dirigido e coreografado por Alex Neoral.
Quatro casais são embalados por um grande "pot-pourri" com 72 canções interpretadas pelo grande cantor e compositor Roberto Carlos. Músicas que marcaram épocas e que já se tornaram clássicos da MPB aparecem agora como mote principal para mais uma produção da FOCUS.
"Outro Lugar" – Linguagem que surge das dobras, esquinas, meio-fio. Cofre da gíria em curvas e retas. Palavras que, como um relâmpago, acendem, apagam, morrem na rua.
Salto, ondulações tão próprias deste Rio fundo que guarda o sacro, o terror, o verde e a malandragem. Repara nas cores abertas, escancarados sabores. E nas nuvens que se desatam, se cruzam e se olham sobre tudo o que passa.
Outro lugar no mesmo lugar.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca José Mauro de Vasconcelos
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Hans Christian Andersen

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA
 
Casinha de Rodas
Caça ao Tesouro
Linguagem: infantil
A ideia é achar os tesouros nas biblioteca: livros incríveis, ao descobrir os livros falamos deles. Contamos história, falamos dos autores.
Colocamos fantasias nas crianças, tapa-olhos, lenços, espadas (levo tudo pronto, feito artesanalmente). Teremos mapa, binóculos, pás, bússola.
O interessante nesse projeto é explorar os espaços das Bibliotecas que são incríveis, conhecer livros, autores, de uma maneira lúdica e divertida.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 18 de novembro às 10h – Biblioteca Sylvia Orthof
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Vinícius de Moraes
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta

Casinha de Rodas
Um micro-ônibus totalmente transformado em um espaço lúdico produzido com todo carinho para as crianças brincarem e viajarem na imaginação. O “Casinha de Rodas” foi montado usando materiais reciclados e sustentáveis, e os ambientes foram preparados para estimular a criatividade das crianças onde elas se surpreendem encontrando várias atividades dentro de um ônibus nas suas proporções. A arte educadora Renata Martins, idealizadora e produtora do Casinha de Rodas é quem, juntamente com sua equipe, realiza as viagens e coordena as visitas dos nossos pequenos viajantes ao ônibus.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 18 de novembro às 9h30 – Biblioteca Castro Alves
Dia 18 de novembro às 13h – Biblioteca Prefeito Prestes Maia
Dia 19 de novembro às 10h – Biblioteca Álvares de Azevedo

Muliga
Um pocket show interativo a partir da possibilidade de desenvolver atividades manuais nascidas do próprio livro, envolvendo tintas, pinceis e papeis se tornam máscaras ou pássaros e abrindo novas possibilidades que estimulem a capacidade perceptiva das crianças através das artes.
A proposta do Projeto Muliga tem sua essência em canções performática e relação direta com a oficina sugerida (máscara de gato e/ou revoada de pássaros). Num primeiro momento, Julli Pop instrui as crianças e joga com elas em oficinas que envolvem tintas, pinceis e papeis que poderão se tornar mascaras ou pássaros, enquanto isso o Guilherme Chiappetta, conhecido como DJ Ratão solta bases para embalar a brincadeira. 
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca José Paulo Paes

INTERVENÇÃO LITERÁRIA
 
Poesias ao Vento
Vó Zinha Conta Tudo
Era uma vez um menino chamado Léo que tinha dificuldade de fazer novos amigos por causa da sua timidez. Léo era tão tímido que quando alguém perguntava qualquer coisa, ele respondia somente o necessário – Hã – hâ!
Acontece que na rua para onde ele se mudou existia um Clubinho chamado “CSR4” – Clubinho Secreto da Rua 4, que era especializado em fazer amizade, como Léo não conseguia enfrentar a timidez, os integrantes ficaram curiosos e cheios de caraminholas na cabeça – “Será que ele não gosta da gente?
E agora? Será que as crianças vão conseguir fazer amizade com o menino novo da Rua 4? E o Léo, será que conseguirá enfrentar sua timidez?
Embarque nesta história com a Vó Zinha e venha aprender a conviver!
A contadora de histórias Paula Bega a partir de narrativas que falam sobre amizade e respeito às diferenças, compõe a contação de história – Aprendendo a conviver. Em cena, uma Vó Zinha divertida e carismática nos faz acreditar que através das histórias podemos transformar a nós mesmos, o mundo e as pessoas.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Helena Silveira
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Malba Tahan

Poesias ao Vento
Nessa intervenção poética-musical, três artistas circulam entre o público em posse de muitos balões coloridos e instrumentos musicais. Dentro de cada balão de gás hélio, há um poema, música ou conto de autores brasileiros. Ao escolher um dos balões, os transeuntes são convidados a estourar um balão, e, por fim, recebem uma “performance” exclusiva.
Classificação indicativa: para todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Amadeu Amaral

Sob Os Olhos de Eva
Bate-papo lítero musical sobre o livro “Sob os Olhos de Eva” com trilha sonora, uma experiência marcante em conjunto com o show acústico.
O projeto “Sob os Olhos de Eva” visa a compreensão da história das revoluções através da releitura do mito da culpa original como mito heróico e fundador do espírito contestador dos protagonistas da história e agora visualizado como o primeiro ato da humanidade de romper com dogmas e estruturas de poder na busca pela verdade e autonomia, opondo-se a uma ordem caprichosa, que seria a expressão mítica dos vários veículos de opressão, sejam políticos ou religiosos.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 50 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Affonso Taunay

MÚSICA
 
Póin

Roberta Oliveira e o Bando de Lá
Conhecida pela beleza da voz e expressividade no palco, a cantora Roberta Oliveira é tida atualmente como uma das revelações do samba paulista. Completando cinco anos de parceria musical com O Bando de Lá, a artista nascida em Campinas (SP) se destaca também pela singularidade do repertório, que traz influências do samba rural, cantigas de terreiro e sambas de velha guarda. O grupo Roberta Oliveira & O Bando de Lá surge em 2012 e nesses cinco anos de trajetória prova a importância da resistência artística de um conjunto que, mesmo inserido no contexto contemporâneo do samba, conquistou espaço e notoriedade pelo trabalho de pesquisa e valorização de compositores da velha guarda, do samba rural e do samba de terreiro. Com seu repertório singular, a banda contribui para levar adiante uma herança musical por vezes esquecida ou até desconhecida pelo atual público da metrópole.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Paulo Duarte
Dia 19 de novembro às 12h – Biblioteca Cassiano Ricardo

Quarteto Tessares
O Quarteto Tessares tem como objetivo divulgar a música camerística através da popularidade da música de videogame, levando o ouvinte a uma viagem ao fascinante mundo dos videogames desde os anos 70, com os consoles ATARI e NES, até os dias de hoje, com Playstation 4 e o Xbox One, através dos seus principais temas, executados pela formação clássica de quarteto de cordas, com arranjos especialmente adaptados pelo grupo.
Classificação indicativa: a partir de 10 anos. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 15h – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 19 de novembro às 11h – Biblioteca Jovina Rocha Álvares Pessoa 

Póin
Musical infantil
A POIN é um trabalho paralelo dos integrantes da cia cabelo de maria: um septeto formado por músicos que tocam violão, flauta, sosafone, acordeom, violino e percussão. É um espetáculo cuja principal característica a interatividade com o público, que é incluído de diferentes formas em todos os números musicais instrumentais apresentados, através de ações que explorem ritmo, afinação, coordenação motora e memória. E a diversão está garantida. O som da POIN é uma mistura de música dos bálcãs, klesmer, valsas malucas e música cigana. O ritmo é contagiante e é praticamente impossível assistir ao quarteto sem que o corpo inicie movimentos voluntários (ou não) ao compasso da música.
Classificação indicativa: a partir de 4 anos. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Nuto Sant’Anna

Hilda Maria voz e piano
Acompanhada pelo piano de Luciano Ruas, parcerias e composições suas inspiradas nas matrizes brasileiras, além de interpretações de Milton Nascimento, Dorival Caymmi e Ademilde Fonseca entre outros.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos. 50 minutos de duração. 
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Narbal Fontes

SARAUS


O projeto Veia e Ventania tem como objetivo levar atividades artísticas que dialogam com o universo da Literatura e do Livro para as Bibliotecas da periferia de São Paulo: os Saraus.
Os encontros são feitos por grupos ou coletivos de pessoas que, por meio da mediação e mobilização das comunidades de onde são realizados, proporcionam a aproximação do público com a leitura e a literatura brasileira, criando uma experiência cultural única em seus territórios.
O Projeto é uma realização da Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas em parceria com realizadores de Saraus que inclui grande programação nas diversas Bibliotecas Públicas da cidade.
Todos os saraus são gratuitos e com indicação livre.

Sarau Dos Mesquiteiros
Dia 18 de novembro às 13h – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes

Sarau Quinta em Movimento
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Belmonte

Sarau Sarauê
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Malba Tahan

Sarau Verso em Versos
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Raul Bopp

TEATRO
 
Ensaio sobre Carolina
Drive-Thru Petit
Espetáculo/intervenção em formato de lanchonete fast-food. O público dispõe de um menu com cinco opções de monólogos de até 4 min. As crianças fazem o seu pedido e assistem individualmente à sua peça dentro desta caixa acolhedora e cheia de segredos. Sob um prisma inovador e de forte humor, as temáticas dos monólogos perpassam questões de identidade, medos, amadurecimento e relação com o outro.
Classificação indicativa: a partir de 6 anos. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 12h30 – Biblioteca Thales Castanho de Andrade
Dia 18 de novembro às 14h30 – Biblioteca Afonso Schmidt

Crime e Castigo
Monólogo imaginado como sequência do romance escrito por Fiódor Dostoievsky entre 1866 e 1871. Comemora os 150 anos da primeira edição dessa obra clássica. Aos 60 anos, Ródion Românovitch Raskólnikov faz um retrospecto de sua vida, marcada pelo assassinato de duas mulheres. Após cumprir a pena de oito anos de prisão na Sibéria, ele teve a oportunidade de reconstruir sua história, graças ao amor de Sôfia Semionóvna Marmeládova, carinhosamente chamada de Sônia ou Sonechca. Esse contexto encerra o romance original. O monólogo pretende situar Raskólnikov como homem maduro, trinta após ser libertado. Quando cometeu o crime, ele era um jovem estudante de Direito em Petersburgo. De temperamento melancólico e irritadiço, ele se vê obrigado a abandonar a escola aos 23 anos por causa da pobreza, e se torna obcecado por uma ideia sobre a relatividade da moral burguesa. Ele quer saber se é "um piolho" ou se pertence àquela casta de humanos aos quais tudo é permitido.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 60 minutos de duração.
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima

O Alienista
O diálogo entre a literatura e o teatro é uma das experiências mais profícuas que os artistas pertencentes ao Coletivo Elefante Branco vivenciam; tal fazer artístico formou as bases necessárias para a criação de um espetáculo a partir da obra de Machado de Assis, um dos maiores autores de nossa língua: O Alienista (contado pelos barbeiros).
Dia 18 de novembro às 14h – Biblioteca Roberto Santos
Dia 19 de novembro às 14h – Biblioteca Viriato Corrêa

Artimanhas do arco-da-velha
O espetáculo de teatro Infanto-juvenil Artimanhas do arco-da-velha resgata passagens espirituosas e bem humoradas da literatura popular como o conhecido conto “O macaco e o boneco de alcatrão”, e a história de Pedro Malasartes e a sopa de pedra.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Anne Frank

Ensaio sobre Carolina
Ensaio Sobre Carolina é um discurso-canto-narrativa, Inspirado no livro “Quarto de Despejo” da escritora Carolina Maria de Jesus. Atores e espectadores formam um campo público, misturados, sentados em cadeiras velhas, cheias de histórias, como as do barraco de Carolina. A luz “caseira” ilumina a proximidade entre atores e plateia, e no entre corpos emerge a interrogação sobre os vestígios dos dias de vida dos “marginalizados” na cidade, através do olhar e da fala de uma catadora de papel sobre sua realidade e convívio na sociedade brasileira. Da fome à popularidade instantânea, o talento e a sobrevivência das “carolinas” do Brasil: seus sonhos, Seus amores e sua luta.
Dia 18 de novembro às 11h – Biblioteca Jovina Rocha Álvares Pessoa

Histórias de João
Contos populares reinventados, onde o personagem principal se chama João. Todos eles vivem aventuras e têm de enfrentar dragões! Ora-ora, um dragão pode estar disfarçado de preguiça, orgulho, teimosia, gula... Como assim?! Venham partilhar as histórias e descobrir as peripécias de perto.
Com Karina Giannecchini, atriz e narradora.

Dia 19 de novembro às 13h – Biblioteca Chácara do Castelo

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Destaques do fim de semana - 11 e 12 de novembro

BRINCANTE: Línguas Brincantes, CIRCO: Mágica para crianças e para toda família, Duo Simetria, Malabarista Bruno Edson, Um beijo para Benjamin, INTERVENÇÃO ARTÍSTICA: Caça ao tesouro, Casinha de rodas, Komboio Cultural, Muliga, INTERVENÇÃO LITERÁRIA: Sob os olhos de Eva, Lançamento de livro e Contação de Histórias, MÚSICA: Devonts,  Tressilo Trio, Roberta Oliveira e o Bando de Lá, Quarteto Tessares, Bimboleta, Póin, Hilda Maria voz e piano, PALESTRA: II Simpósio de Educação Inclusiva, SARAUS: Café com Poesia, Veia e Ventania nas Bibliotecas de São Paulo, TEATRO: Drive-Thru Petit, Crime e Castigo, Artimanhas do arco-da-velha, Quizumba

BRINCANTE


Línguas Brincantes
Quando estamos num espaço público podemos encontrar com pessoas conhecidas e desconhecidas, diferentes e muito diferentes. Como lidamos com elas? Como aprendemos a lidar? Será que nós, ouvintes, podemos brincar com surdos? Será que quem usa a Língua Portuguesa pode se divertir com uma língua de sinais? E será que a tradução é o melhor caminho?

É este o desafio que o grupo êBA! propõe. Por meio de brincadeiras, dinâmicas e rodas de conversas, a ideia é levar todos a um grau de entrega e interação, quebrando barreiras que só o lúdico, o mágico e a diversão são capazes de quebrar. Serão realizadas atividades que estimulam a troca e o contato entre os participantes, utilizando o espaço público não como segregação e individualismos, mas como fonte de riquezas e aprendizados.
O gRUPO êBA! surgiu no início de 2012 a partir da intersecção entre diversos interesses: a contação de histórias, as brincadeiras infantis, a cultura popular e a cultura Surda. Foi com estas quatro bases que desenvolvem técnicas de narração que unem o público surdo e o ouvinte num mesmo universo lúdico e interativo – o que também se desdobra em oficinas, formação de educadores e intervenções culturais.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet

CIRCO


Mágica para crianças e para toda família! 
Um show de mágica completamente interativo, envolvendo e prendendo a atenção de todos, com um toque de humor inteligente e um tanto de mágica ao acaso. Maico Silveira utiliza seu conhecimento de mímica, teatro, contação de histórias e, claro, de mágica! Para encantar e surpreender o público.
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades. 60 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Marcos Rey
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Malba Tahan
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Álvares de Azevedo

Duo Simetria
Duas vértices com um só objetivo, unindo força, flexibilidade, confiança e equilíbrio a fim de um mesmo propósito. A essência acrobática é o que alimenta o “Duo Vilela e Maeda”, a pró-atividade e a elegância os consomem!
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Álvaro Guerra
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Gilberto Freyre

Malabarista Bruno Edson
O artista circense Bruno Edson Equilibrista – O Homem Foca apresenta-se frequentemente nos eventos da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo de Caieiras, Grande São Paulo. Nesse mesmo órgão, é professor/oficineiro nesta arte há mais de 20 anos.
Trata-se de profissional com mais de 60 anos de atividade que tem apresentações em todo o país, nos circos mais renomados, e em diversos países.
O artista é bem versátil nas artes circenses: malabares, lenços chineses, equilíbrio em bola, blocos dançantes etc. E sua apresentação mais esperada é com os famosos pratos dançantes equilibrados.
O show pode chegar a até 60 minutos, via de regra é entre 40 e 50 minutos. É bastante alegre, com interação constante com os espectadores, especialmente se crianças.
A experiência do profissional transforma o show em sessão de visual estimulante e sonoridade agradável.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Raul Bopp
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Roberto Santos

Um beijo para Benjamin
Respeitável público, o grupo Circo Teatro Palombar apresenta o espetáculo “Um beijo para Benjamim” composto por variedades circenses, música e poesia. É uma singela homenagem ao múltiplo artista Benjamim de Oliveira, um homem negro que marcou o Circo Teatro Brasileiro como ator, músico e palhaço entre tantos outros talentos. V
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Vinícius de Moraes

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA


Caça ao Tesouro
Linguagem: infantil
A ideia é achar os tesouros nas biblioteca: livros incríveis, ao descobrir os livros falamos deles. Contamos história, falamos dos autores.
Colocamos fantasias nas crianças, tapa-olhos, lenços, espadas (levo tudo pronto, feito artesanalmente). Teremos mapa, binóculos, pás, bússola.
O interessante nesse projeto é explorar os espaços das Bibliotecas que são incríveis, conhecer livros, autores, de uma maneira lúdica e divertida.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Menotti Del Picchia
Dia 12 de novembro às 10h – Biblioteca José Mauro Vasconcelos
Dia 12 de novembro às 14h – Biblioteca Chácara do Castelo

Casinha de Rodas
Um micro-ônibus totalmente transformado em um espaço lúdico produzido com todo carinho para as crianças brincarem e viajarem na imaginação. O “Casinha de Rodas” foi montado usando materiais reciclados e sustentáveis, e os ambientes foram preparados para estimular a criatividade das crianças onde elas se surpreendem encontrando várias atividades dentro de um ônibus nas suas proporções. A arte educadora Renata Martins, idealizadora e produtora do Casinha de Rodas é quem, juntamente com sua equipe, realiza as viagens e coordena as visitas dos nossos pequenos viajantes ao ônibus.
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 3h de duração.
Dia 11 de novembro às 13h – Biblioteca Adelpha Figueiredo
Dia 12 de novembro às 9h – Biblioteca Érico Veríssimo

Komboio Cultural
Ação itinerante destinada ao público infantil. Nela o grupo Zig Zag apresenta seu repertório de canções autorais e alegra a criançada com brincadeiras tradicionais interativas. Músicos e artistas circenses afirmam que brincar é coisa séria e convidam toda a família a se divertir. 
Dia 12 de novembro às 10h – Biblioteca Thales Castanho de Andrade

Muliga
Um pocket show interativo a partir da possibilidade de desenvolver atividades manuais nascidas do próprio livro, envolvendo tintas, pinceis e papeis se tornam máscaras ou pássaros e abrindo novas possibilidades que estimulem a capacidade perceptiva das crianças através das artes.
A proposta do Projeto Muliga tem sua essência em canções performática e relação direta com a oficina sugerida (máscara de gato e/ou revoada de pássaros). Num primeiro momento, Julli Pop instrui as crianças e joga com elas em oficinas que envolvem tintas, pinceis e papeis que poderão se tornar mascaras ou pássaros, enquanto isso o Guilherme Chiappetta, conhecido como DJ Ratão solta bases para embalar a brincadeira. 
Classificação indicativa: Infantil/ todas as idades. 60 minutos de duração.


Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Pedro Nava

INTERVENÇÃO LITERÁRIA


Sob Os Olhos de Eva
Bate-papo lítero musical sobre o livro “Sob os Olhos de Eva” com trilha sonora, uma experiência marcante em conjunto com o show acústico.
O projeto “Sob os Olhos de Eva” visa a compreensão da história das revoluções através da releitura do mito da culpa original como mito heróico e fundador do espírito contestador dos protagonistas da história e agora visualizado como o primeiro ato da humanidade de romper com dogmas e estruturas de poder na busca pela verdade e autonomia, opondo-se a uma ordem caprichosa, que seria a expressão mítica dos vários veículos de opressão, sejam políticos ou religiosos.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 50 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Alceu Amoroso Lima
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Camila Cerqueira César

Lançamento de Livro e Contação de Histórias
Contação de História, com temática infantil.
Dia 11 de novembro às 15h - Biblioteca Hans Christian Andersen

MÚSICA


Devonts
Devonts é um duo que soa como banda. Chamam a atenção seus duetos vocais cheios de sintonia e seu formato visual único que, apesar de enxuto, traz uma sonoridade intensa e orgânica, a ponto de fazer os olhos duvidarem dos ouvidos. A partir do folk tradicional, contemporâneo e da música regional brasileira, criam uma identidade que funde a riqueza rítmica da nossa cultura popular com elementos do pop. Suas letras são reflexivas e questionadoras, muitas vezes trazendo à tona mazelas sociais e satirizando agentes repressores, sempre de modo originalmente descontraído e sutil. A banda apresenta as canções do seu primeiro álbum, “Alguns Anos Daqui”, lançado em agosto deste ano.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos. 60 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Helena Silveira
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Castro Alves

Tressilo Trio
Um show de valorização da música e cultura latino americanas em versões instrumentais com gaita, violino, bandolim e violão. Tangos, boleros e música brasileira como ‘La Cumparcita’, ‘Sabor a mi’ e ‘Pedacinhos do céu’.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos. 50 minutos de duração.
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Padre José de Anchieta

Roberta Oliveira e o Bando de Lá
Conhecida pela beleza da voz e expressividade no palco, a cantora Roberta Oliveira é tida atualmente como uma das revelações do samba paulista. Completando cinco anos de parceria musical com O Bando de Lá, a artista nascida em Campinas (SP) se destaca também pela singularidade do repertório, que traz influências do samba rural, cantigas de terreiro e sambas de velha guarda. O grupo Roberta Oliveira & O Bando de Lá surge em 2012 e nesses cinco anos de trajetória prova a importância da resistência artística de um conjunto que, mesmo inserido no contexto contemporâneo do samba, conquistou espaço e notoriedade pelo trabalho de pesquisa e valorização de compositores da velha guarda, do samba rural e do samba de terreiro. Com seu repertório singular, a banda contribui para levar adiante uma herança musical por vezes esquecida ou até desconhecida pelo atual público da metrópole.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos
Dia 11 de novembro às 15h – Biblioteca Jayme Cortez
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Belmonte

Quarteto Tessares
O Quarteto Tessares tem como objetivo divulgar a música camerística através da popularidade da música de videogame, levando o ouvinte a uma viagem ao fascinante mundo dos videogames desde os anos 70, com os consoles ATARI e NES, até os dias de hoje, com Playstation 4 e o Xbox One, através dos seus principais temas, executados pela formação clássica de quarteto de cordas, com arranjos especialmente adaptados pelo grupo.
Classificação indicativa: a partir de 10 anos. 60 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Clarice Lispector

Bimboleta Grande Mar da Amizade
Musical infantil
Uma diversão para toda família. Neste show capitão Violão e Marinheira Violetta navegam por entre mares onde encontram-se com índios, princesas e palhaços. Convidando para um mergulho no universo lúdico Jaya e Violetta assumem diversos personagens enquanto cantam histórias cheias de aventura para crianças de todas as idades.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Affonso Taunay
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Monteiro Lobato

Póin
Musical infantil
A POIN é um trabalho paralelo dos integrantes da cia cabelo de maria: um septeto formado por músicos que tocam violão, flauta, sosafone, acordeom, violino e percussão. É um espetáculo cuja principal característica a interatividade com o público, que é incluído de diferentes formas em todos os números musicais instrumentais apresentados, através de ações que explorem ritmo, afinação, coordenação motora e memória. E a diversão está garantida. O som da POIN é uma mistura de música dos bálcãs, klesmer, valsas malucas e música cigana. O ritmo é contagiante e é praticamente impossível assistir ao quarteto sem que o corpo inicie movimentos voluntários (ou não) ao compasso da música.
Classificação indicativa: a partir de 4 anos. 60 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 11h – Biblioteca Prefeito Prestes Maia
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Hans Christian Andersen

Hilda Maria voz e piano
Acompanhada pelo piano de Luciano Ruas, parcerias e composições suas inspiradas nas matrizes brasileiras, além de interpretações de Milton Nascimento, Dorival Caymmi e Ademilde Fonseca entre outros.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos. 50 minutos de duração. 
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Amadeu Amaral

PALESTRA

II Simpósio de Educação Inclusiva 
“Perto dos olhos, perto do coração”
Com certificado e coffe-break. 14 palestrantes.
Investimento: R$100,00
Inscrições e maiores informações:
Espaço TK - (11) 2831-5064, espacotk@hotmail.com
Dias 11 e 12 de novembro das 8h às 17hBiblioteca Hans Christian Andersen

SARAUS

Sarau Café com Poesia
Venham passar o sábado conosco, traga seu cafézinho e mostre sua arte no palco.
Dia 11 de novembro às 8h Biblioteca Hans Christian Andersen

Projeto Literatura Periférica: Veia e Ventania nas Bibliotecas de São Paulo
O projeto Veia e Ventania tem como objetivo levar atividades artísticas que dialogam com o universo da Literatura e do Livro para as Bibliotecas da periferia de São Paulo: os Saraus.
Os encontros são feitos por grupos ou coletivos de pessoas que, por meio da mediação e mobilização das comunidades de onde são realizados, proporcionam a aproximação do público com a leitura e a literatura brasileira, criando uma experiência cultural única em seus territórios.
O Projeto é uma realização da Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas em parceria com realizadores de Saraus que inclui grande programação nas diversas Bibliotecas Públicas da cidade.
Todos os saraus são gratuitos e com indicação livre.

Sarau Poetas do Tietê
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Afonso Schmidt

Sarau da Maloca


Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Jamil Almansur Haddad


TEATRO


Drive-Thru Petit
Espetáculo/intervenção em formato de lanchonete fast-food. O público dispõe de um menu com cinco opções de monólogos de até 4 min. As crianças fazem o seu pedido e assistem individualmente à sua peça dentro desta caixa acolhedora e cheia de segredos. Sob um prisma inovador e de forte humor, as temáticas dos monólogos perpassam questões de identidade, medos, amadurecimento e relação com o outro.
Classificação indicativa: a partir de 6 anos. 60 minutos de duração.
Dia 11 de novembro às 12h30 – Biblioteca Ricardo Ramos
Dia 11 de novembro às 14h30 – Biblioteca Aureliano Leite
Dia 12 de novembro às 12h – Biblioteca José Paulo Paes

Crime e Castigo
Monólogo imaginado como sequência do romance escrito por Fiódor Dostoievsky entre 1866 e 1871. Comemora os 150 anos da primeira edição dessa obra clássica. Aos 60 anos, Ródion Românovitch Raskólnikov faz um retrospecto de sua vida, marcada pelo assassinato de duas mulheres. Após cumprir a pena de oito anos de prisão na Sibéria, ele teve a oportunidade de reconstruir sua história, graças ao amor de Sôfia Semionóvna Marmeládova, carinhosamente chamada de Sônia ou Sonechca. Esse contexto encerra o romance original. O monólogo pretende situar Raskólnikov como homem maduro, trinta após ser libertado. Quando cometeu o crime, ele era um jovem estudante de Direito em Petersburgo. De temperamento melancólico e irritadiço, ele se vê obrigado a abandonar a escola aos 23 anos por causa da pobreza, e se torna obcecado por uma ideia sobre a relatividade da moral burguesa. Ele quer saber se é "um piolho" ou se pertence àquela casta de humanos aos quais tudo é permitido.
Classificação indicativa: a partir de 14 anos. 60 minutos de duração.
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Mário Schenberg

Artimanhas do arco-da-velha
O espetáculo de teatro Infanto-juvenil Artimanhas do arco-da-velha resgata passagens espirituosas e bem humoradas da literatura popular como o conhecido conto “O macaco e o boneco de alcatrão”, e a história de Pedro Malasartes e a sopa de pedra.
Dia 12 de novembro às 11h – Biblioteca Paulo Duarte

Quizumba!
Espetáculo inspirado no andamento de uma roda de capoeira, num misto de jogo, canto, dança e teatro. No centro da roda dois meninos que estão (re)descobrindo o mundo.
Mestre Benedito é quem rege esta brincadeira, utilizando-se de elementos plásticos e musicais. Dando cor e vida aos personagens, o mestre viaja no tempo narrando a história do menino Francisco, o Zumbi dos Palmares, para ensinar seu discípulo Pastinha como equilibrar covardia e valentia e enfrentar os desafios da vida.
O espetáculo, dirigido por Camila Andrade e com dramaturgia de Tadeu Renato, estreou em 2011 no Quilombo Cafundó em Salto de Pirapora-SP. Realizou temporadas na cidade de São Paulo e desde então circula por diversas cidades.
Dia 11 de novembro às 14h – Biblioteca Sylvia Orthof
Dia 12 de novembro às 12h – Biblioteca Brito Broca