quarta-feira, 25 de abril de 2018

Destaques da semana - 26 de abril a 2 de maio

Feira de Troca de Livros e Gibis, cinema, circo, contação de histórias, cursos e oficinas, intervenção artística, música e teatro.

FEIRA DE TROCA DE LIVROS E GIBIS


O principal objetivo do evento é oferecer ao público a oportunidade de renovar suas bibliotecas pessoais sem custo. A única recomendação é que os livros não sejam didáticos ou técnicos e estejam em bom estado. Para participar, basta levar livros em bom estado de conservação, de quaisquer gêneros literários, nas modalidades: romance, conto, crônica, poesia etc. e trocá-los na base de 1 por 1. Como o intuito da Feira é fomentar a Leitura de Textos Literários, não são aceitos livros de caráter informativo (didáticos-técnicos-escolares). As pessoas podem trocar seus livros e/ou gibis nas bancas ou entre si.
29 de abril das 10h às 16h - Parque do PiqueriRua Tuiutí, 515

CINEMA

A última ceia
Monster's Ball, EUA, 2001, 112 min., DVD
Direção: Marc Forster. Elenco: Billy Bob Thornton, Halle Berry, Heath Ledger.
Hank Grotowski e seu filho Sonny trabalham juntos em uma prisão localizada no sul dos Estados Unidos. Hank é extremamente racista e precisa lidar com este sentimento todos os dias, devido à presença de negros na prisão.
26 de abril às 14h30Biblioteca Cora Coralina


CIRCO

Olim Piadas
Olim Piadas
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Na peça, a palhaça Palha está empolgada com esse grande evento internacional e quer muito participar. Com muito humor, ela tenta se infiltrar causando muita confusão. A peça passa por rituais olímpicos como o acender da tocha e a premiação dos atletas, além de explorar a comicidade em brincadeiras com esportes como a corrida, o halterofilismo e o lançamento de disco.
29 de abril às 11hBiblioteca Hans Christian Andersen

Quebrando a Bacia
Quebrando a Bacia
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
O palhaço, multiartista Montanha Carvalho, integrante do Grupo Namakaca, com mais de 16 anos de carreira no circo, apresenta seu primeiro espetáculo solo, “QUEBRANDO A BACIA”. O espetáculo conta a difícil rotina de trabalho de Slivinski, o contrarregra atrapalhado do Circo Kapput. Limpar o traseiro do elefante acrobata, escovar os dentes da girafa bailarina, e alimentar um leão banguela são só algumas das aventuras que fazem parte do dia-a-dia do nosso herói. Para não irritar o bravo dono do circo, e na tentativa de melhorar de vida, Slivinski se arrisca no picadeiro, para realizar uma antiga performance da família, o inimitável número das bacias chechenas. Montanha se desdobra pra encenar todos os personagens dessa história unindo a poética do teatro e a magia das habilidades circenses num espetáculo que encanta adultos e crianças. 
27 de abril às 16hBiblioteca Álvaro Guerra

A LONA Caiu!
A LONA Caiu!
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos 
Em “A LONA Caiu!” vemos um trio cômico, o palhaço Tuingo (Nico Serrano), o músico Tião (William Filho) e o dono de circo, falido, Afrânio (Deni MontSerrat). Como, literalmente, a casa caiu e não sobrou mais nada, a não ser seus pertences pessoais, os três chegam caminhando e descobrem uma lona e uma cadeira, que logo são “apossados” por Afrânio. Ele então resolve tentar algo inusitado: realizar números de palhaço para tentar resgatar algum “troco”. Diante disso, Tuingo questiona a atitude, mas resolve ajudá-lo, ou atrapalhá-lo. É ver para crer!
Juntos tiram da cartola diversos esquetes tradicionais e trazem à memória diversas peripécias dos palhaços tradicionais.
Charlatanismo, disfarces e suspense dão o tom da apresentação! 

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

O Paraíso São os Outros
O Paraíso São os Outros
Classificação indicativa: Infantil/ para todas as idades | Duração: 60 minutos 
O amor constrói. Gostarmos de alguém, mesmo quando estamos parados durante o tempo de dormir, é como fazer prédios ou cozinhar para mesas de mil lugares. O Paraíso São os Outros, do escritor português Valter Hugo Mãe, é a história de uma menina que observa como são os casais. Casais de pessoas e casais de animais. Uma menina a quem o amor intriga e fascina. Ao imaginar a vida dos outros, sonha com a sua pessoa desconhecida que um dia há de amar. Ao inventar a felicidade, ela já sabe tudo o que é preciso para se ser casal. Um livro que parte da inocência pueril e toca também a sabedoria dos mais crescidos. 
26 de abril às 14h30 Biblioteca Milton Santos

Projeto de Leitura na 1ª Infância
Com Cléo, Silene, Bruna e Camila
A Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas, junto à Secretaria Municipal de Educação participam do Projeto São Paulo Carinhosa, uma ação intersecretarial, onde está sendo desenvolvida a Mediação de Leitura Literária pela Biblioteca Pública Municipal Cora Coralina (Temática Feminista) em parceria com o CEI Geraldo Magela Peron. Até 6 anos.
Terças-feiras de 6 de fevereiro a 11 de dezembro às 14h30Biblioteca Cora Coralina

A Hora da Mediação de Leitura Literária
Com Cléo, Silene, Bruna e Camila
Funcionários da biblioteca propõem um contato lúdico entre crianças e os livros, com a intenção de despertar o interesse pela literatura e o prazer da leitura. 0 a 12 anos.
Toda terça-feira de 9 de janeiro a 18 de dezembro de 2018 às 15h30 Biblioteca Cora Coralina

CURSOS E OFICINAS

Oficina de Capoeira
Com André de Lucca
A oficina tem por intuito proporcionar uma fantástica experiência, social, histórica e cultural através da arte da capoeira.
Toda quinta-feira de 11 de janeiro a 20 de dezembro às 15hBiblioteca Menotti Del Picchia

Grupo Cuidando do Corpo
Com Danila (fisioterapeuta) e Luiza (psicóloga) Profissionais da UBS Vila Santa Maria
Exercícios leves e alongamento para tratamento de pessoas que tenham dores crônicas nas articulações ou músculos como: dor nos joelhos, nos ombros, nas costas e outras.
Toda quarta-feira de 17 de janeiro a 19 de dezembro às 8h30Biblioteca Menotti Del Picchia

Coral Infantil
Classificação indicativa: crianças de 5 a 14 anos. 
Com a Professora Karen Bock. INSCRIÇÕES ABERTAS NO EMAIL: bibliotecahans@gmail.com (informar nome completo, idade e telefone de contato)
Toda quinta-feira das 15h às 16hBiblioteca Hans Christian Andersen

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

Leitura do poema de Marcelo Ariel por ele mesmo
Como ser o negro ou a matéria escura: Leitura do poema de Marcelo Ariel por ele mesmo
Classificação indicativa: Livre | Duração: 190 minutos
Leitura dramática do poema COMO SER O NEGRO OU A MATÉRIA ESCURA do escritor, ensaísta e poeta Marcelo Ariel seguida de uma palestra-debate com a plateia sobre ' Negritude, cultura e política', leitura e palestra. 
27 de abril às 13h Biblioteca Vicente de Carvalho
28 de abril às 19hBiblioteca Alceu Amoroso Lima

MÚSICA

Luana Hansen
Luana Hansen
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público jovem e adulto | Duração: 60 minutos
Um show com 12 músicas autorais, rap, funk e pop com letras que tratam, sobretudo da vida da mulher periférica.
27 de abril às 15hBiblioteca Castro Alves

Sibite Baleado
Sibite Baleado
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 50 minutos
Grupo de forró contemporâneo e irreverente. No repertório canções que marcaram a história do gênero, de artistas como Dominguinhos e Zé Ramalho, até músicas mais recentes, do forró universitário, como as das bandas Falamansa e Bicho de Pé.
26 de abril às 15hBiblioteca Viriato Corrêa

Nô Stopa & Bezão
Nô Stopa & Bezão - Duas Casas
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 50 minutos
Duas Casas é o encontro de duas histórias, duas vozes, dois violões e uma paixão pela música de dois cantores e compositores. Fincadas na simplicidade do universo folk, as músicas falam das coisas do coração, da alma e da vida do homem comum. 
26 de abril às 15hBiblioteca Clarice Lispector
28 de abril às 11h Biblioteca Mário Schenberg
29 de abril às 11h Biblioteca Vicente Paulo Guimarães

Trio Sinhá Flor
Trio Sinhá Flor
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos
Através de propostas estéticas autênticas e arranjos refinados assinados pelas três artistas, o grupo contribui para fazer do Forró mais um espaço de empoderamento feminino. Uma visão onde palco é espaço de transformação, uma sublime subversão para que nele e na plateia caibam todas as pessoas e sonhos do mundo. No repertório: Edu Lobo, Gilberto Gil, João do Vale e Luiz Gonzaga.
27 de abril às 14h Biblioteca Jamil Almansur Haddad
28 de abril às 11hBiblioteca Narbal Fontes
28 de abril às 14h Biblioteca Nuto Sant'Anna
29 de abril às 11h Biblioteca Marcos Rey

Henrique Meyer
Henrique Meyer - Violão Brasileiro
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 50 minutos 
Peças instrumentais de mestres como: Garoto, Dilermando Reis, Guinga, Paulo Bellinati, João Pernambuco, Heitor Villa-Lobos e Marco Pereira. Henrique tem formação erudita, se apresenta nas ruas e praças de São Paulo e também é guitarrista nas bandas Cavalo Zebra e Supercolisor. 
28 de abril às 14hBiblioteca Cassiano Ricardo

Banda Estralo
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público infantil | Duração: 55 minutos
Com o objetivo de apresentar diversas faces da música brasileira para os pequenos, a Banda Estralo apresenta o show Estórias de Cantar. O set list do show inclui artistas brasileiros reconhecidos em todo o mundo, como Vinicius de Moraes, Marisa Monte, Arnaldo Antunes, Milton Nascimento e muitos outros.

No show Estórias de Cantar, um tributo à Música Popular Brasileira, os vocais são intercalados com recitação de poesias, como O Relógio, de Vinicius de Moraes, Convite, de José Paulo Paes, e A Bailarina, de Cecília Meireles.

O show também traz momentos de interação direta com as crianças. Após a leitura de A Bailarina, por exemplo, a Banda apresenta a música Ciranda da Bailarina (Chico Buarque e Edu Lobo), enquanto uma ou mais crianças da plateia são convidadas ao palco para se tornarem artistas por alguns instantes.
1º de maio às 10h Biblioteca Prefeito Prestes Maia

Cantor de Histórias - Irajá Menezes
Cantor de Histórias - Irajá Menezes
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos
À maneira dos mediadores de leituras, a proposta é buscar, através do diálogo com os pequenos, leituras possíveis e a construção de seus significados e aproximar as crianças do amplo patrimônio dos sons sem reduzir os limites que a linguagem musical propicia. Romper a bolha da chamada 'música infantil' que por vezes prende as crianças em um universo auto referenciado.
2 de maio às 14h30 - Biblioteca Cora Coralina

Tomás Crego
Tomás Crego
Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos
Canções autorais e músicas do imaginário latino americano que fazem parte do universo do autor. O show é fruto de seu último trabalho discográfico contemplado pelo Prêmio Ibermusicas de Composição - Edição Maio 2016, Minas Gerais, Brasil.
2 de maio às 14h30 - Biblioteca Roberto Santos

TEATRO

As Três Mulheres Sabidas
As Três Mulheres Sabidas
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Neste espetáculo criado a partir de três contos de fadas da tradição oral britânica, as protagonistas são mulheres sabidas que figuram como verdadeiras heroínas e, diferentemente das donzelas indefesas que geralmente vemos nos contos de fadas, utilizam o poder da sabedoria feminina para enfrentar monstros, bruxas e outros desafios que aparecem em seus caminhos. Diferentemente de grande parte dos contos de fada clássicos, nos quais as heroínas são seres passivos à espera de um salvador, essas três histórias britânicas têm em comum protagonistas fortes, donas dos próprios desejos e destinos, que se valem de sua sabedoria feminina para enfrentar e vencer monstros, bruxas e até mesmo a incompreensão ou inatividade de seus parceiros. 

Draguinho
Draguinho
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Marcio Moura em cena é um virtuose que traz a si a responsabilidade de contar uma história, utilizando-se com maestria dos recursos da mímica, da narrativa oral cênica, do humor – a sua descrição inicial do “reino” onde se passa a história, assim como tudo que traz à cena se materializa na imaginação do espectador de forma clara e definitiva. A fábula, com a premissa do próprio autor “a beleza do mundo está justamente no fato de todos sermos diferentes um dos outros” chega ao espectador de qualquer idade através de um dos espetáculos mais maduros e completos do Centro Teatral e Etc e Tal. A longínqua cidade de Dragz é o cenário desse divertido espetáculo que conta a história de Draguinho, um jovem dragão que descobre de repente, que não é capaz de soltar fogo pela boca ou pelo nariz. Através de muitas gargalhadas e momentos de reflexão, o público é convidado a se encantar com esse simpático personagem, e a se questionar sobre onde está a beleza do mundo depois de se aventurar pela floresta e viajar para dentro de seus próprios sentimentos. 
26 de abril às 14hBiblioteca Ricardo Ramos
28 de abril às 14hBiblioteca Camila Cerqueira César

A Loja de Brinquedos
A Loja de Brinquedos
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infanto-juvenil | Duração: 60 minutos 
O espetáculo surge com a necessidade de estabelecer uma reflexão junto ao público infanto- juvenil sobre uma maneira mais respeitável de estar no mundo discutindo de forma lúdica e descontraída sobre os padrões de beleza impostos pela mídia e sobre a beleza encontrada na diversidade.
Além dessa abordagem, que é fio condutor da peça, outras nuances do desenvolvimento infantil são abordadas, que são as brincadeiras e a sua importância. A partir do ato de brincar, as crianças trazem novas linguagens que lhe ajudam a pensar a realidade de forma mais criativa. 
26 de abril às 14h Biblioteca Pedro Nava
28 de abril às 14hBiblioteca Sylvia Orthof
29 de abril às 11hBiblioteca Cora Coralina

Construtório
Construtório
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 50 minutos 
Três operários ficam impedidos de saírem da obra em que trabalham, ao final do cansativo expediente, por conta de uma tempestade que não os deixa voltarem para as suas casas. “Presos” que estão, no entanto, libertam a fantasia para criar as mais incríveis aventuras: transformam ferramentas, e demais objetos da obra, em instrumentos de suas viagens pela imaginação. Assim recontam, com muita criatividade, alguns contos de fadas, parodiam, com bom humor, filmes clássicos, criam e interagem com bichos e criaturas formadas pelas mais inusitadas coisas. Revelam-se, por fim, operários de uma obra muito especial. São, sobretudo, poetas, construtores de sonhos...
A Cia Truks utiliza a técnica de teatro conhecida por “Teatro de Objetos”, no qual o uso cotidiano do objeto são modificados para construir novas criaturas, ou simbolizar personagens.
26 de abril às 14hBiblioteca Padre José De Anchieta

A Festa
A Festa
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 50 minutos 
A fábula acontece num reino não muito distante daqui, numa época de valores não muito díspares aos nossos. Estamos num dia especial: é o aniversário da princesa Maria Joaquina. Todos à sua volta, da Rainha aos trabalhadores, não medem esforços para que esse dia seja uma data inesquecível - para ela. Difícil de agradar, a mimada e solitária princesa ordena ao conselheiro real que este lhe traga um presente de aniversário impossível e insuperável. Saindo em busca de algo extraordinário, ele descobre no meio do povo um menino esperto, que joga bolinhas pelas ruas.
A partir deste encontro tão improvável, a vida de todos daquele reino se transforma para sempre 
26 de abril às 11hBiblioteca Raul Bopp 
28 de abril às 14hBiblioteca Helena Silveira
29 de abril às 13h Biblioteca Chácara do Castelo

Outros Eus
Outros Eus
Classificação indicativa: adulto | Duração: 60 minutos 
O Marinheiro é uma obra, minimalista, provocatória e de vanguarda. Ela “permite conhecer de onde vem à inspiração de Fernando Pessoa, que com 24 anos escreveu a peça em dois dias. Revela-nos a sua intuição, a sua visão daquilo que viria a ser a sua vida de artista, de tormento e de sofrimento.” O marinheiro talvez seja o próprio Fernando Pessoa, concentrado na realidade e ação, no sonho de viver. É na verdade a primeira criação dos seus três heterônimos. A adaptação percorre o pensamento e alguns poemas do Poeta português, para falar deste estado criativo, inventando um personagem real em seu quarto, através da prosa e da poesia. 

Watchatchá
Watchatchá - Uma Viagem pela Ciência
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos
Aparentemente, vamos assistir a uma aula sobre as leis científicas. Mas logo somos transportados ludicamente para o universo da Ciência, onde três cientistas malucos criam efeitos aparentemente mágicos - todos explicados durante a peça - para demonstrar como a ciência está presente no nosso dia-a-dia. Experimentos fantásticos, como uma bola que sobrevoa a plateia, bolhas de sabão cheias de fumaça, o galão do fogo, uma máquina de aprisionar sombras e o incrível galão de fogo. Esses e outros números divertidos e educativos mostram às crianças e aos adultos que por todo lado estamos cercados 
28 de abril às 11h Biblioteca Lenyra Fraccaroli

Página Mágica
Página Mágica
Classificação indicativa: Livre,  Duração: 60 minutos 
A peça foi contemplada pela 30ª edição do Fomento ao Teatro da cidade de São Paulo foi pensada para ser realizada nas bibliotecas públicas da cidade. Página Mágica foi concebida a partir da literatura. Serão quatro histórias independentes: O Saci, Chapeuzinho Vermelho, A lenda do Guaraná e Dom Quixote;  Saci é a primeira, com os atores Manul Fadul, Felipe Lwe e Vanessa Silva e mais de 20 bonecos representam uma versão criada por Beto Andreetta, desse que é um dos personagens mais conhecidos da cultura popular. O enredo gira em torno da preservação de uma floresta que corre o risco de ser destruída para a construção de uma cidade. O saci, com a ajuda de um índio convoca várias entidades do nosso folclore: a mula sem cabeça, o curupira, o lobisomem e a Iara são reunidos para a proteção da floresta. Direção de Wanderley Piras, música original de Cesar Maluf e bonecos confeccionados por Mestre Bila - mamulengueiro pernambucano - Página Mágica se junta à extensa lista de espetáculos realizados pela Pia Fraus para o público infantil, sempre atentos para levar conteúdo de 
26 de abril às 10h30 e 14h Biblioteca Vinícius de Moraes
28 de abril às 11h e 13h Biblioteca Malba Tahan

Ricardo III
Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos
Traição. Conspiração. Assassinato. Infanticídio. E tudo isso contado por... palhaços! "Ricardo III - um espetáculo inglês" é uma adaptação cômica do drama histórico de Shakespeare, imaginada para o público adulto. O olhar de Conforto, Phedora, Dominique e Rubi sobre a Guerra das Rosas é, no mínimo, inusitado. São muitos personagens, muitas mortes e muitas falas pra pouco palco, mas nenhum detalhe fica de fora! Nessa alucinante viagem pela tortuosa humanidade, transborda História e encantamento - mesmo que um pouco trágico. Mas o vermelho dos narizes disfarça o rubro sangue na espada de Ricardo, que está prestes a alcançar o seu destino, custe o que custar!
1º de maio às 15h - Biblioteca Paulo Setúbal

Gagá
Gagá
Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos
Enquanto esperam a visita de seu cuidador, Lelé e Tantã divertem-se alternando humor, memória e lirismo. Vivem felizes num espaço sem portas nem janelas e hoje prepararam uma surpresa para o Sr. Gagá. A peça, uma comédia do absurdo para todas as idades, fala sobre o tempo, o movimento circular da vida, a velhice e a infância.
2 de maio às 14h - Biblioteca Gilberto Freyre

Que bicho é esse?
Que bicho é esse?
Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos
O Grupo Pasárgada, com mais de 45 anos de trajetória, apresenta "Que Bicho É
Esse?". A companhia é conhecida por trabalhar com a cultura popular brasileira e com temas como a exclusão social. No palco, uma princesa, ao lado de um bicho
esquisito, testemunha o esforço de príncipes que querem pedir sua mão em casamento. Para subir ao altar, eles precisam passar por uma série de provas - mas a princesa nem tem certeza se quer colocar a aliança.
2 de maio às 14h - Biblioteca Adelpha Figueiredo

O Livro do Improviso
O Livro do Improviso
Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 60 minutos
As atrizes Cíntia Portella e Maíra De Grandi vão encontrar seu protagonismo em uma história criada em parceria com o público dentro da biblioteca. Através da improvisação teatral o público-leitor vai inspirá-las e ajudar a escrever essa estória. A partir de referências dos títulos encontrados na biblioteca o público vai
ter a sensação de estar criando um livro!

terça-feira, 17 de abril de 2018

Destaques da semana - 18 a 25 de abril

Cinema, circo, contação de histórias, intervenção artística, música, teatro e Festa do Livro.


CINEMA

Jogo subterrâneo
Brasil, 2005, 107 min., DVD 
Direção: Roberto Gervitz. Elenco: Maria Luisa Mendonça, Maitê Proença, Júlia Lemmertz. 
Martín é um pianista que criou para si próprio um jogo, que tem como objetivo encontrar a mulher de sua vida. Sempre que entra em um vagão do metrô ele escolhe uma mulher que o atraia e passa a torcer que ela siga o mesmo caminho que ele. 
19 de abril às 14h30Biblioteca Cora Coralina



CIRCO


Olim Piadas
Olim Piadas
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Na peça, a palhaça Palha está empolgada com esse grande evento internacional e quer muito participar. Com muito humor, ela tenta se infiltrar causando muita confusão. A peça passa por rituais olímpicos como o acender da tocha e a premiação dos atletas, além de explorar a comicidade em brincadeiras com esportes como a corrida, o halterofilismo e o lançamento de disco.
18 de abril às 14h30 Biblioteca José Mauro de Vasconcelos


Le Petit Potpourri
Le Petit Potpourri
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Espetáculo da Companhia Circo Delírio que apresenta números que incluem comédia física, participação do público, gags cômicas e destrezas elevadas criando uma atmosfera mágica e construindo junto com o público este original espetáculo circense!! Um show de variedades circenses composto por diferentes artistas que se revezam entre o palco e a banda, construindo cenas que cativam a família inteira. 
20 de abril às 15hBiblioteca Castro Alves
22 de abril às 13h Biblioteca Chácara do Castelo


Quebrando a Bacia
Quebrando a Bacia
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
O palhaço, multiartista Montanha Carvalho, integrante do Grupo Namakaca, com mais de 16 anos de carreira no circo, apresenta seu primeiro espetáculo solo, “QUEBRANDO A BACIA”. O espetáculo conta a difícil rotina de trabalho de Slivinski, o contrarregra atrapalhado do Circo Kapput. Limpar o traseiro do elefante acrobata, escovar os dentes da girafa bailarina, e alimentar um leão banguela são só algumas das aventuras que fazem parte do dia-a-dia do nosso herói. Para não irritar o bravo dono do circo, e na tentativa de melhorar de vida, Slivinski se arrisca no picadeiro, para realizar uma antiga performance da família, o inimitável número das bacias chechenas. Montanha se desdobra pra encenar todos os personagens dessa história unindo a poética do teatro e a magia das habilidades circenses num espetáculo que encanta adultos e crianças. 
19 de abril às 14h30Biblioteca Vinicius de Moraes
20 de abril às 14h30Biblioteca Affonso Taunay


A LONA Caiu!
A LONA Caiu!
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos 
Em “A LONA Caiu!” vemos um trio cômico, o palhaço Tuingo (Nico Serrano), o músico Tião (William Filho) e o dono de circo, falido, Afrânio (Deni MontSerrat). Como, literalmente, a casa caiu e não sobrou mais nada, a não ser seus pertences pessoais, os três chegam caminhando e descobrem uma lona e uma cadeira, que logo são “apossados” por Afrânio. Ele então resolve tentar algo inusitado: realizar números de palhaço para tentar resgatar algum “troco”. Diante disso, Tuingo questiona a atitude, mas resolve ajudá-lo, ou atrapalhá-lo. É ver para crer!
Juntos tiram da cartola diversos esquetes tradicionais e trazem à memória diversas peripécias dos palhaços tradicionais.
Charlatanismo, disfarces e suspense dão o tom da apresentação! 
15 de abril às 11hBiblioteca Vicente Paulo Guimarães


Escambo
Escambo
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos 
O Espetáculo que tem como tema a feira onde a há uma grande diversidade de pessoas e de produtos.
Onde são oferecidas frutas para o público escolher, cada fruta escolhida, será acompanhada de uma música que será cantada, e de acordo com a música será desenvolvido uma cena.
Com muito humor serão abordados os benefícios de cada fruta, comparando com soluções sociais, mesclando com música, causos, poesias, números circenses, brincadeiras e intervenção cênica com o público presente. 
18 de abril às 14hBiblioteca Gilberto Freyre 
19 de abril às 14hBiblioteca Afonso Schmidt 
25 de abril às 15h Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Mill


CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


Chá Com Machado
Chá Com Machado
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público de terceira idade | Duração: 60 minutos 
Chá com Machado é uma performance narrativa que recebe o público para degustar um chá artístico. Num clima bem intimista, simples e aconchegante, o conto Uns Braços é narrado em sua forma original, sem nenhuma alteração. Os
personagens do conto de Machado de Assis são construídos com elementos e tipos da vida cotidiana, sem descrever grandes ações e nem heróis extraordinários, ou seja, os personagens são indivíduos que trabalham, sofrem, se divertem e amam. E é nesta mesma simplicidade que o conto será narrado, sem cenário, sem firulas, apenas a narradora, o público, o chá e o Machado. 
19 de abril às 15hBiblioteca José Paulo Paes


O Paraíso São os Outros
O Paraíso São os Outros
Classificação indicativa: Infantil/ para todas as idades | Duração: 60 minutos 
O amor constrói. Gostarmos de alguém, mesmo quando estamos parados durante o tempo de dormir, é como fazer prédios ou cozinhar para mesas de mil lugares. O Paraíso São os Outros, do escritor português Valter Hugo Mãe, é a história de uma menina que observa como são os casais. Casais de pessoas e casais de animais. Uma menina a quem o amor intriga e fascina. Ao imaginar a vida dos outros, sonha com a sua pessoa desconhecida que um dia há de amar. Ao inventar a felicidade, ela já sabe tudo o que é preciso para se ser casal. Um livro que parte da inocência pueril e toca também a sabedoria dos mais crescidos.
 Como o narrador do conto, com a máscara do palhaço, o nariz, Buzanfa cria, interpreta, canta, ri, chora, dança, pula, cai, e se levanta... Tudo por amor!
18 de abril às 15hBiblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet
22 de abril às 11h30 Biblioteca Aureliano Leite
25 de abril às 14h30Biblioteca José Mauro de Vasconcelos


INTERVENÇÃO ARTÍSTICA


Trilha Literária
Trilha Literária
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público infantil | Duração: 60 minutos
Sabemos que as histórias encantam e divertem as crianças e também que os jogos são poderosos instrumentos que as envolvem. Tais elementos possibilitam um diálogo com sua sensibilidade onírica, simbólica e lúdica, por isso vão ao encontro do seu ser e "falam sua linguagem". Assim, resolvemos juntar jogo e histórias em uma brincadeira com diversos clássicos da literatura infantojuvenil e desenvolvemos um jogo de trilha gigante com essa temática.
O objetivo é despertar ainda mais o interesse, o gosto e a curiosidade dos pequenos pela leitura, estimulando o desejo de conhecer sempre mais sobre o universo das histórias. Esperamos que elas possam se aventurar pelo reino do "faz de conta" enquanto brincam e se divertem com esse jogo. 
20 de abril às 14hBiblioteca Jamil Almansur Haddad


Leitura do poema de Marcelo Ariel por ele mesmo
Como ser o negro ou a matéria escura: Leitura do poema de Marcelo Ariel por ele mesmo
Classificação indicativa: Livre | Duração: 190 minutos
Leitura dramática do poema COMO SER O NEGRO OU A MATÉRIA ESCURA do escritor, ensaísta e poeta Marcelo Ariel seguida de uma palestra-debate com a plateia sobre ' Negritude, cultura e política', leitura e palestra. 
18 de abril às 14hBiblioteca Thales Castanho de Andrade 
19 de abril às 14h Biblioteca Pedro Nava
24 de abril às 14h30Biblioteca Cora Coralina 


MÚSICA


Pólis
Pólis
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público adulto | Duração: 60 minutos
Pólis é um show intimista performático solo de Paulo Ohana, cantor, compositor e violonista natural de Brasília. O repertório é composto de canções autorais inéditas, apresentadas em formato voz e violão, intercaladas por textos e momentos de interação com o público. As músicas se servem de ritmos e gêneros recorrentes na Canção Brasileira - valsa, samba, frevo, entre outros - com letras de conteúdo “polírico” (político+lírico). Paulo incorpora elementos da linguagem teatral à performance musical, transitando entre canto e fala, lirismo e ironia, indivíduo e cidade.
18 de abril às 14hBiblioteca Álvares de Azevedo
19 de abril às 14hBiblioteca Raul Bopp


Lurdez da Luz
“Uma Só” com Lurdez da Luz
Classificação indicativa: 14 anos | Indicado para público jovem e adulto | Duração: 60 minutos
Lurdez Da Luz, uma das pioneiras do Hip Hop no Brasil se apresenta em um show/performance no estilo "one woman show" onde ela dispara suas bases de forma eletrônica e opera efeitos em sua própria voz passeando por toda sua obra. A artista tem 4 discos solo e além de versões originais a apresentação conta com remixes e momentos de poesia oral de sua autoria e de outras poetas brasileiras, como Hilda Hilst e Orides Fontela.
18 de abril às 14h Biblioteca Érico Veríssimo


Luana Hansen
Luana Hansen
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público jovem e adulto | Duração: 60 minutos
Um show com 12 músicas autorais, rap, funk e pop com letras que tratam, sobretudo da vida da mulher periférica.
20 de abril às 21hBiblioteca Jayme Cortez - CCJ
21 de abril às 14hBiblioteca Paulo Duarte - CCNJabaquara


Sibite Baleado
Sibite Baleado
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 50 minutos
Grupo de forró contemporâneo e irreverente. No repertório canções que marcaram a história do gênero, de artistas como Dominguinhos e Zé Ramalho, até músicas mais recentes, do forró universitário, como as das bandas Falamansa e Bicho de Pé.
20 de abril às 16hBiblioteca Álvaro Guerra
25 de abril às 14h Biblioteca Gilberto Freyre

Nô Stopa & Bezão
Nô Stopa & Bezão - Duas Casas
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 50 minutos
Duas Casas é o encontro de duas histórias, duas vozes, dois violões e uma paixão pela música de dois cantores e compositores. Fincadas na simplicidade do universo folk, as músicas falam das coisas do coração, da alma e da vida do homem comum. 
18 de abril às 14hBiblioteca Alceu Amoroso Lima

Trio Sinhá Flor
Trio Sinhá Flor
Classificação indicativa: Livre | Indicado para público jovem e adulto | Duração: 50 minutos
Através de propostas estéticas autênticas e arranjos refinados assinados pelas três artistas, o grupo contribui para fazer do Forró mais um espaço de empoderamento feminino. Uma visão onde palco é espaço de transformação, uma sublime subversão para que nele e na plateia caibam todas as pessoas e sonhos do mundo. No repertório: Edu Lobo, Gilberto Gil, João do Vale e Luiz Gonzaga.
24 de abril às 14h30Biblioteca Belmonte

Marília Calderón Trio
Marília Calderón Trio
Classificação indicativa: Livre | Duração: 50 minutos 
Canções populares autorais interpretadas e arranjadas para acordeom, violino, saxofone, violão e percussão. Nuances e cores diversas conferem um caráter particular que se estende ao público: o de experiência compartilhada com a música de rua, a vida comunitária e a experiência com o teatro. 
18 de abril às 14h30Biblioteca Roberto Santos
22 de abril às 11hBiblioteca Hans Christian Andersen
25 de abril às 14h30 Biblioteca Raimundo de Menezes


TEATRO

Como Nascem Os Heróis
Como Nascem Os Heróis
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 60 minutos 
A peça conta a história de um terrível vilão, o Senhor Atrito, que apronta todas no fantástico mundo da imaginação, onde tudo pode acontecer. Porém, dois cientistas malucos vão fazer de tudo para derrotar o terrível vilão e salvar o mundo da imaginação. O roteiro brinca com elementos naturais do cotidiano e discute ainda questões humanas e sensíveis ligadas ao relacionamento interpessoal e social. “A peça ensina que todos nós somos heróis, e que não é preciso ter superpoderes para ajudar o próximo. A peça mistura música e teatro e foi criada especialmente para o público cego. No entanto, a permite que o não deficiente assista o espetáculo com uma venda cobrindo os olhos. Durante o espetáculo os deficientes visuais são levados por uma viagem de sensações que afloram com a emoção que emana de cada cena. O trabalho é complexo e envolve, além de atores e músicos, uma série de ajudantes responsáveis por causar as sensações na plateia. 
24 de abril às 10hBiblioteca Prefeito Prestes Maia

As Três Mulheres Sabidas
As Três Mulheres Sabidas
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Neste espetáculo criado a partir de três contos de fadas da tradição oral britânica, as protagonistas são mulheres sabidas que figuram como verdadeiras heroínas e, diferentemente das donzelas indefesas que geralmente vemos nos contos de fadas, utilizam o poder da sabedoria feminina para enfrentar monstros, bruxas e outros desafios que aparecem em seus caminhos. Diferentemente de grande parte dos contos de fada clássicos, nos quais as heroínas são seres passivos à espera de um salvador, essas três histórias britânicas têm em comum protagonistas fortes, donas dos próprios desejos e destinos, que se valem de sua sabedoria feminina para enfrentar e vencer monstros, bruxas e até mesmo a incompreensão ou inatividade de seus parceiros. 
20 de abril às 13h30Biblioteca Anne Frank
22 de abril às 11hBiblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

Draguinho
Draguinho
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos 
Marcio Moura em cena é um virtuose que traz a si a responsabilidade de contar uma história, utilizando-se com maestria dos recursos da mímica, da narrativa oral cênica, do humor – a sua descrição inicial do “reino” onde se passa a história, assim como tudo que traz à cena se materializa na imaginação do espectador de forma clara e definitiva. A fábula, com a premissa do próprio autor “a beleza do mundo está justamente no fato de todos sermos diferentes um dos outros” chega ao espectador de qualquer idade através de um dos espetáculos mais maduros e completos do Centro Teatral e Etc e Tal. A longínqua cidade de Dragz é o cenário desse divertido espetáculo que conta a história de Draguinho, um jovem dragão que descobre de repente, que não é capaz de soltar fogo pela boca ou pelo nariz. Através de muitas gargalhadas e momentos de reflexão, o público é convidado a se encantar com esse simpático personagem, e a se questionar sobre onde está a beleza do mundo depois de se aventurar pela floresta e viajar para dentro de seus próprios sentimentos. 
25 de abril às 14h30Biblioteca Roberto Santos

O Menino e a cerejeira
O menino e a cerejeira
Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 minutos 
Com enredo lúdico e emocionante, a Cia propõe uma versão do espetáculo especialmente adaptada para o espaço das Bibliotecas. O menino e a cerejeira nas Bibliotecas visa estimular a leitura, já que a montagem da Borbolina Companhia é uma adaptação do livro de Daisaku Ikeda, um filósofo, escritor, fotógrafo, poeta e líder humanista japonês. Em um cenário pós Segunda Guerra Mundial, os japoneses buscam alternativas para viver melhor. De um lado, um senhor já idoso cuida da única cerejeira sobrevivente aos bombardeios. Do outro, um garoto triste, Taiti, tenta superar a perda do pai na guerra. Assim, surge uma amizade mais forte do que qualquer conflito, que levará o menino a encontrar sua força e coragem para trazer a luz da esperança para todos da aldeia. 
19 de Abril às 15h -Biblioteca Clarice Lispector 
25 de Abril às 14h Biblioteca Érico Veríssimo

A Loja de Brinquedos
A Loja de Brinquedos
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infanto-juvenil | Duração: 60 minutos 
O espetáculo surge com a necessidade de estabelecer uma reflexão junto ao público infanto- juvenil sobre uma maneira mais respeitável de estar no mundo discutindo de forma lúdica e descontraída sobre os padrões de beleza impostos pela mídia e sobre a beleza encontrada na diversidade.
Além dessa abordagem, que é fio condutor da peça, outras nuances do desenvolvimento infantil são abordadas, que são as brincadeiras e a sua importância. A partir do ato de brincar, as crianças trazem novas linguagens que lhe ajudam a pensar a realidade de forma mais criativa. 
24 de abril às 10hBiblioteca Amadeu Amaral

Construtório
Construtório
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 50 minutos 
Três operários ficam impedidos de saírem da obra em que trabalham, ao final do cansativo expediente, por conta de uma tempestade que não os deixa voltarem para as suas casas. “Presos” que estão, no entanto, libertam a fantasia para criar as mais incríveis aventuras: transformam ferramentas, e demais objetos da obra, em instrumentos de suas viagens pela imaginação. Assim recontam, com muita criatividade, alguns contos de fadas, parodiam, com bom humor, filmes clássicos, criam e interagem com bichos e criaturas formadas pelas mais inusitadas coisas. Revelam-se, por fim, operários de uma obra muito especial. São, sobretudo, poetas, construtores de sonhos...
A Cia Truks utiliza a técnica de teatro conhecida por “Teatro de Objetos”, no qual o uso cotidiano do objeto são modificados para construir novas criaturas, ou simbolizar personagens.
3 de abril às 10h Biblioteca Menotti Del Picchia
4 de abril às 14h30Biblioteca José Mauro de Vasconcelos 
5 de abril às 15hBiblioteca Clarice Lispector 
6 de abril às 13h Biblioteca Vicente de Carvalho
8 de abril às 11hBiblioteca Nuto Sant'Anna 
25 de abril às 14hBiblioteca Álvares de Azevedo 
A Festa
A Festa
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 50 minutos 
A fábula acontece num reino não muito distante daqui, numa época de valores não muito díspares aos nossos. Estamos num dia especial: é o aniversário da princesa Maria Joaquina. Todos à sua volta, da Rainha aos trabalhadores, não medem esforços para que esse dia seja uma data inesquecível - para ela. Difícil de agradar, a mimada e solitária princesa ordena ao conselheiro real que este lhe traga um presente de aniversário impossível e insuperável. Saindo em busca de algo extraordinário, ele descobre no meio do povo um menino esperto, que joga bolinhas pelas ruas.
A partir deste encontro tão improvável, a vida de todos daquele reino se transforma para sempre 
19 de abril às 14h Biblioteca Mário Schenberg

A Bola: Histórias que rolam
A Bola: Histórias que rolam
Classificação indicativa: Livre | Indicado para o público infantil | Duração: 60 minutos 
Inspirado no livro "O Chute que a bola levou" de Ricardo Azevedo.
Bolas de futebol nascem e vão parar na prateleira de uma loja. Todas têm um só sonho: jogar com os maiores craques e balançar as redes em grandes campeonatos. Mas quando saem da loja a história é outra: elas passam por diversas situações nada parecidas com aquelas sonhadas, sendo ora protagonistas, ora testemunhas dessas experiências de vida-jogo. Assim, as bolas vão descobrindo outros caminhos que a vida pode traçar, podendo ser tão divertidos quanto os seus sonhos. 
19 de abril às 13hBiblioteca Viriato Corrêa
24 de abril às 10hBiblioteca Brito Broca

Outros Eus
Outros Eus
Classificação indicativa: adulto | Duração: 60 minutos 
O Marinheiro é uma obra, minimalista, provocatória e de vanguarda. Ela “permite conhecer de onde vem à inspiração de Fernando Pessoa, que com 24 anos escreveu a peça em dois dias. Revela-nos a sua intuição, a sua visão daquilo que viria a ser a sua vida de artista, de tormento e de sofrimento.” O marinheiro talvez seja o próprio Fernando Pessoa, concentrado na realidade e ação, no sonho de viver. É na verdade a primeira criação dos seus três heterônimos. A adaptação percorre o pensamento e alguns poemas do Poeta português, para falar deste estado criativo, inventando um personagem real em seu quarto, através da prosa e da poesia. 
18 de abril às 14h30Biblioteca Raimundo de Menezes
19 de abril às 14h30Biblioteca Anne Frank
20 de abril às 13hBiblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato
24 de abril às 14h30Biblioteca Professor Arnaldo Magalhães Giácomo
25 de abril às 14h Biblioteca Anne Frank

Watchathcá
Watchatchá - Uma Viagem pela Ciência
Classificação indicativa: infantil/ todas as idades | Duração: 60 minutos
Aparentemente, vamos assistir a uma aula sobre as leis científicas. Mas logo somos transportados ludicamente para o universo da Ciência, onde três cientistas malucos criam efeitos aparentemente mágicos - todos explicados durante a peça - para demonstrar como a ciência está presente no nosso dia-a-dia. Experimentos fantásticos, como uma bola que sobrevoa a plateia, bolhas de sabão cheias de fumaça, o galão do fogo, uma máquina de aprisionar sombras e o incrível galão de fogo. Esses e outros números divertidos e educativos mostram às crianças e aos adultos que por todo lado estamos cercados de Ciência. 
19 de abril às 14hBiblioteca Ricardo Ramos

Página Mágica
Página Mágica
Classificação indicativa: Livre,  Duração: 60 minutos 
A peça foi contemplada pela 30ª edição do Fomento ao Teatro da cidade de São Paulo foi pensada para ser realizada nas bibliotecas públicas da cidade. Página Mágica foi concebida a partir da literatura. Serão quatro histórias independentes: O Saci, Chapeuzinho Vermelho, A lenda do Guaraná e Dom Quixote;  Saci é a primeira, com os atores Manul Fadul, Felipe Lwe e Vanessa Silva e mais de 20 bonecos representam uma versão criada por Beto Andreetta, desse que é um dos personagens mais conhecidos da cultura popular. O enredo gira em torno da preservação de uma floresta que corre o risco de ser destruída para a construção de uma cidade. O saci, com a ajuda de um índio convoca várias entidades do nosso folclore: a mula sem cabeça, o curupira, o lobisomem e a Iara são reunidos para a proteção da floresta. Direção de Wanderley Piras, música original de Cesar Maluf e bonecos confeccionados por Mestre Bila - mamulengueiro pernambucano - Página Mágica se junta à extensa lista de espetáculos realizados pela Pia Fraus para o público infantil, sempre atentos para levar conteúdo de qualidade às nossas crianças. 
6 de abril às 11h e 14h - Biblioteca Alceu Amoroso Lima
18 de abril às 10h e 14hBiblioteca Thales Castanho de Andrade

FESTA DO LIVRO


Comemorado mundialmente, 23 de abril é o Dia Mundial do Livro. Em São Paulo, a Secretaria Municipal de Cultura promove uma parceria inédita com as principais livrarias da cidade para a venda de livros com grandes descontos.
Por meio desta ação, as pessoas poderão adquirir livros novos com preços mais acessíveis, explica o secretário municipal de Cultura, André Sturm:
“Queremos estimular a entrada das pessoas nas livrarias e, consequentemente, o hábito da leitura por meio de políticas públicas que pensam todos os elos da cadeia do livro: da compra ao empréstimo nas bibliotecas. Nesta ação, vamos focar especificamente na oferta de livros de qualidade das principais editoras, que serão vendidos a preços promocionais.”
Esta campanha passará a fazer parte do calendário oficial da Secretaria Municipal de Cultura e deverá ocorrer anualmente nesta data. Cada livraria irá selecionar sua oferta de títulos e os participantes da campanha “Festa do Livro” estarão sinalizados.Além disso, haverá também programação de bate-papos com autores, palestras, contação de histórias, entre outras atividades nas redes de livrarias participantes.
Veja aqui a LISTA COMPLETA DOS ENDEREÇOS DAS LIVRARIAS participantes.